O Que é e Como Funciona a Cabala Nos Esportes?

Bem-vindo ao meu último post no blogue! O artigo de hoje centra-se em dar uma vista de olhos mais atenta… O Que é e Como Funciona a Cabala Nos Esportes?

A Cabala é uma tradição de origem judaica, baseada na interpretação de textos sagrados, como a Torá. Porém, no mundo esportivo essa manifestação de esoterismo tem um significado bem diferente, referindo-se a certos rituais que os atletas realizam antes, durante e depois de enfrentar uma competição. Aqui vamos explicar como funciona a cabala no esporte.

O que é cabala no esporte?

A relação entre esporte e cultura é inegável. E o esoterismo, como parte da cultura, sempre esteve presente nas práticas esportivas. Os gregos honravam seus deuses com os jogos olímpicos; Os maias ofereciam a seus deuses um jogo de bola, que consistia em passar uma bola por alguns aros de pedra usando apenas o quadril.

Dessa forma, o fator místico foi incluído nas práticas esportivas. Cada disciplina e jogador específico cria ou adapta seu próprio ritual esotérico ao enfrentar uma partida: entrando em campo, rezando, até coisas como a dança que o time de rugby da Nova Zelândia faz.

Como funciona a cabala no esporte

É uma questão de fé. Se você acreditar com força suficiente, isso se tornará realidade. A primeira coisa é ter clareza do objetivo: vencer. Equipes e atletas vencedores costumam ter uma rotina, que aplicam com a certeza de obter o melhor resultado. Um jogador que reza antes de um duelo e vence, provavelmente rezará novamente antes do próximo jogo. A seguir, veremos algumas das cabalas mais conhecidas no mundo dos esportes.

gritos de guerra

Ao considerar os jogos como uma forma de guerra, adotou-se a terminologia belicista. Nos tempos antigos, as batalhas começavam com uma exortação. É por isso que os jogadores se reúnem, dão as mãos no centro e soltam seu grito. “1, 2, 3, Madrid” e “Barça, Barça, Baaaarça” ressoam antes de um clássico da Liga Espanhola.

O Que é e Como Funciona a Cabala Nos Esportes?
Pode estar interessado em:  O Que é e Como Funciona o 4wd?

O uniforme

Para muitos o uniforme tem poderes místicos. Acredita-se que exista uma relação entre as cores e o desenho da roupa e a vitória. Existem jogadoras históricas como Serena Williams, que usa as mesmas meias em todos os jogos; ou Michael Jordan, que sempre usou o uniforme da Carolina sob o Chicago Bulls. É típico que um time prefira não trocar de uniforme como visitante, por ser “o sortudo”.

toque o corpo

Esfregar alguma parte do corpo também é um ritual bastante comum. Rafael Nadal coça o rabo antes de sacar, talvez porque o calção o incomode e ele deve “libertar” o traseiro para melhor movimentação. Há jogadores que tocam nas tatuagens, outros coçam o nariz ou tocam os órgãos genitais.

Números

Sempre se afirmou que existe uma relação direta entre o ques números e boa sorte. Sete é o número da sorte? Para Cristiano Ronaldo parece que sim. E o número 13 é um mau presságio? Aparentemente, foi assim por muito tempo para os jogadores da liga principal de beisebol. Até que David Concepción quebrou essa crença e ficou com o número 13. Assim como Omar Vizquel, 11 vezes vencedor da Luva de Ouro, ou Oswaldo Guillén, que encerrou a seqüência de derrotas do Chicago White Sox após 88 anos sem vencer a World Series.

Essas e muitas outras crenças fazem parte desse acúmulo de rituais praticados nas diversas modalidades esportivas, para além das diferenças geográficas, culturais e econômicas.

Em última análise, a eficácia de uma cabala esportiva é uma questão de combinar alguns fatores: prática constante e confiança em nosso próprio potencial. Uma cabala seria inútil se você não tivesse talento esportivo. E nunca é demais ter alguma ajuda espiritual quando se trata de um confronto esportivo saudável. Esperamos ter ajudado você a entender como funciona a cabala nos esportes. Você já tem um ritual para praticar seu esporte favorito?

Pode estar interessado em:  O Que é e Como Funciona o Cimento Pozolânico?

Não perca o próximo conteúdo em vídeo!

Deixe um comentário