O Que é e Como Funciona a Acústica Arquitetônica?

Bom dia/tarde/noite! Espero que estejam prontos para ler o meu novo artigo. O artigo de hoje centra-se em dar uma vista de olhos mais atenta… O Que é e Como Funciona a Acústica Arquitetônica?

Quando os espaços são construídos, eles são construídos com base em como funcionam; Por esta razão, eles são regidos por elementos e características especiais. Por exemplo, um estúdio de música não possui a mesma estrutura arquitetônica de um escritório comum, isso porque ambos cumprem funções diferentes. Para entender uma construção influenciada pelo som, você deve saber como funciona a acústica arquitetônica

acústica e arquitetura

Antes de explicar como funciona a acústica arquitetônica, explicaremos os dois termos separadamente. A primeira é a ciência que estuda o som em sua totalidade, a partir de como ele é produzido, propagado, registrado e reproduzido. Essa disciplina que se concentra nas ondas sonoras faz parte da física que conhece o timbre, a duração, a altura e a intensidade de um som.

O segundo termo refere-se à técnica de conceber, projetar e construir estruturas, instalações ou edifícios que sejam úteis para os seres humanos. Ou seja, a construção funcional e estética.

Agora, unindo as duas disciplinas, o que se consegue? Uma disciplina que se concentra na propagação e isolamento de ondas sonoras dentro de um recinto. Seu estudo começa desde o momento em que o som sai de sua fonte até atingir seu alvo (ou público). Seu objeto de estudo é o mesmo da acústica propriamente dita, mas dentro de uma estrutura, como teatros, auditórios, estúdios de gravação, etc.

O Que é e Como Funciona a Acústica Arquitetônica?

Como funciona a acústica arquitetônica?

A acústica arquitetônica gira em torno de uma abordagem e é que cada sala afeta o som que se propaga no interior. Por isso, essas salas devem ter qualidades que se adaptem ao comportamento do som de acordo com:

  • Eco: origina-se repetidamente quando a onda sonora é refletida perpendicularmente em uma parede que está a cerca de 17 metros de distância.
  • Reverberação: fenômeno produzido em espaços fechados, amplos e vazios que se origina quando o som original é prolongado e extinto. Aqui a acústica arquitetônica usa materiais absorventes para evitar tal fenômeno, mas a reverberação ainda é necessária.
  • Ressonância: consiste na vibração que um objeto emite com uma força periódica. Isso gera que a onda tenha uma vibração de maior proporção.
  • Ambiência: sensação auditiva gerada pela distribuição no tempo das primeiras reflexões.
  • Campo sonoro: é o valor do nível de pressão sonora em cada área da sala. Tem dois componentes: o campo direto e o campo reverberante.
Pode estar interessado em:  O Que é e Como Funciona a Auriculoterapia?

Materiais usados ​​em acústica arquitetônica

Para conseguir o perfeito isolamento e acondicionamento acústico de determinados espaços, são utilizados materiais especiais na sua construção. Entre os materiais absorventes está a lã de vidro que é utilizada em conjunto com painéis protetores. Sua apresentação pode ser em feltro ou painel rígido; É capaz de converter energia acústica em calor.

A espuma de poliuretano é a espuma acústica mais conhecida, é fabricada na forma de cunhas anecóicas e é feita de poliéster. Sua faixa acústica está entre 20kg/m3 e 30kg/m3. Outras espumas acústicas são: espuma à base de resina de melanina, espuma de alumínio e espuma de celulose.

É assim que funciona a acústica arquitetônica; Sem ele, esses gabinetes especiais não forneceriam a melhor qualidade de som e seriam afetados.

Não perca o vídeo que será lançado em breve!

Deixe um comentário