O Que é e Como Funciona o Chips Para Animais?

Saudações a todos os meus leitores! Espero que estejam prontos para um novo artigo. O foco principal do artigo de hoje é explorar em detalhe…. O Que é e Como Funciona o Chips Para Animais?

Todos nós que temos animais de estimação estamos sempre cientes de que eles estão sob proteção em nossa casa, mas isso não é um problema há muito tempo, pois o Chips for Animals ajuda você a saber onde eles estão.

É um aparelho pequeno, como um microchip que fica embutido em alguma parte do corpo do pet, já que esse aparelho tem quase o tamanho de um grão de arroz e carrega a identificação do dono do bichinho.

O que é um Chips para Animais

Dizemos que é um dispositivo eletrônico que é colocado nos animais de estimação para que através dele possam ser conhecidos alguns dados e informações, tanto sobre o animal quanto sobre os animais de estimação.

Ao mesmo tempo, este tipo de dispositivo permite que os donos de animais de estimação os monitorem e saibam o local exato onde se encontram através do uso de GPS ou qualquer outro sistema com o qual o dispositivo funcione.

Como funciona um Chips para Animais?

Pode-se dizer que o funcionamento deste dispositivo é muito semelhante ao utilizado pela tecnologia RFID, que como bem sabemos é a identificação por radiofrequência.

O Que é e Como Funciona o Chips Para Animais?

E é que esse sistema funciona por meio de ondas de rádio para poder transmitir as informações e é que a etiqueta RFID armazena uma série de dados e os comunica por meio de campos eletromagnéticos a um dispositivo

Porém, os chips que são implantados nos animais não precisam estar constantemente enviando informações, eles apenas armazenam informações que são exclusivas do animal, ou seja, são atribuídas como placa de um veículo.

Pode estar interessado em:  O Que é e Como Funciona o Trabalho Grosso?

É por isso que essas etiquetas são chamadas de RFID passivas e não possuem fonte de alimentação, ficam apenas no animal de estimação e podem ser lidas quando necessário.

Esse microchip é encapsulado em um componente biocompatível, pois não é tóxico nem causa danos ao organismo do animal, e possui outro componente que não permite que ele se mova dentro de seu corpo.

Usos de Chips para Animais

Quando implantamos o chip em animais de estimação pode ser benéfico por vários motivos:

  • Em questões legais, podemos comprovar sem problemas que somos o dono do nosso animal de estimação, pois é impossível falsificar os dados do microchip.
  • Em caso de perda do animal, tanto veterinários quanto protetores e autoridades, por meio de um leitor, podem acessar seus dados.
  • Com a identificação por chip, você ajuda a evitar o abandono de animais de estimação e ao mesmo tempo comprova quem é o dono e o responsável legal por um animal maltratado ou abandonado.

A implantação do chip

Em resumo, a implantação do chip é um processo muito prático, e tem que ser feito por um veterinário, que introduz a cápsula no corpo do animal, na altura do pescoço, e por meio de um injetor a empurra uma vez cruzou a pele.

Ao mesmo tempo, cada um desses dispositivos com chip armazenou um conjunto de códigos numéricos exclusivos, algo como identificação com vários dados de animais.

Ele é colocado apenas uma vez na vida do pet e permanece em seu corpo para sempre e as informações referentes ao cão ou gato são registradas em um banco de dados, onde ficam armazenadas as informações referentes a cada chip.

Pode estar interessado em:  O Que é e Como Funciona o Concreto Asfáltico?

Sendo que a idade ideal para colocar esse chip é a partir de um mês e meio ou dois meses e após esse momento pode ser implantado em qualquer mês de vida do animal.

Não deixe de conferir o próximo vídeo!

Deixe um comentário