O Que é e Como Funciona uma Cobrança Judicial?

É um prazer dar-vos as boas-vindas ao meu novo post. Neste artigo, vamos dar uma vista de olhos mais atenta… O Que é e Como Funciona uma Cobrança Judicial?

Dentro das esferas jurídicas, existem diversas formas de regularizar assuntos de maior peso, como empresas e dívidas, se você quer pagar uma dívida que o devedor se recusa a pagar então você deve saber Como funciona uma cobrança judicial? e informe-se sobre os trâmites legais a serem acordados.

O que é cobrança judicial?

É um processo em que o pagamento de uma dívida é determinado em juízo, ocorre quando uma ação judicial é instaurada, para cobrança da referida dívida. Se o autor ganhar a ação, esta cobrança será realizada, neste momento o réu é obrigado a pagar o que deve.

Muitas empresas passam a realizar a cobrança preventiva, que consiste no envio de lembretes ao devedor, lembrando-o do dia e data do referido pagamento, caso o devedor ignore os lembretes, então é realizada a cobrança extrajudicial.

Podemos compreender o funcionamento de uma cobrança judicial sabendo que a cobrança extrajudicial é executada pela própria empresa ou por algum tipo de entidade especializada na gestão de cobranças, caso este método falhe e depois de 90 dias o devedor não pagar sua dívida, inicia-se um processo.

Como funciona uma cobrança judicial?

Para começar, a empresa deve mover uma ação judicial contra a pessoa ou empresa devedora, esta por sua vez é notificada pelos tribunais, refira-se que este aviso ou carta de notificação é entregue diretamente ao devedor, tendo em conta que esta cobrança tem todos os o peso da lei.

O Que é e Como Funciona uma Cobrança Judicial?

Após a notificação, o juiz determina se o prazo e o valor da cobrança que o autor alega estão corretos, o juiz criará um plano de pagamento, que o devedor deverá cumprir, no momento em que o devedor continuar a ignorar as notificações, a apreensão prosseguirá bens do devedor.

Pode estar interessado em:  O Que é e Como Funciona um Compromisso?

O que acontece quando a dívida não é paga?

Após a apreensão dos bens, eles serão removidos, os bens serão despejados; Leiloados, os bens serão vendidos, para saldar ou compensar a dívida; será emitido um boletim comercial, no qual o nome do devedor é manchado no sentido de que não poderá receber os créditos.

Você não será uma pessoa adequada para ter cartões crédito ou conta corrente entre outros benefícios financeiros. É preciso esclarecer que o devedor só pode ir para a cadeia quando a dívida ultrapassar o valor máximo estipulado para cada país.

Que outros aspectos devem ser levados em conta?

Quem tem a dívida deve ter clareza dos passos a seguir, conhecer seus direitos e deveres para não ser muito prejudicado, pois parte das empresas exerce muita pressão no âmbito extrajudicial.

Deve ainda ter em conta que pode contar com um advogado que lhe dará o aconselhamento adequado. Após esta breve revisão de como funciona uma cobrança judicial, você poderá ter uma ideia clara de como cumprir a lei e, assim, evitar transtornos futuros.

Você pode ver um conteúdo semelhante ao funcionamento de uma cobrança judicial revisando em:

Não perca o vídeo que vem a seguir!

Deixe um comentário